cidademixmono_0002_3.jpg

a exposição

O Dia Seguinte é mais do que exposição. É uma experiência imersiva nos impactos das mudanças do clima nas cidades e na vida das pessoas, além de uma reflexão sobre as oportunidades para um futuro de baixo carbono e de uma vida mais justa e equilibrada, com cidades sustentáveis e inclusivas para todos seus habitantes.

Relacionar cidades e emergência climática é essencial no debate e enfrentamento das emissões de gases de efeito estufa. Embora ocupem apenas cerca de 2% da superfície terrestre, os centros urbanos respondem por 70% das emissões, segundo as Nações Unidas, e por cerca de 70% do consumo global de energia. São, ainda, lar de mais de 50% da população planetária – e esse número está em constante crescimento.

A crise climática é uma crise humana. Ela se relaciona diretamente a tudo o que há de mais importante em nossas vidas: saúde, energia, educação, igualdade social, de gênero e de raça, infraestrutura, mobilidade, alimentação, segurança.

A questão é que nós simplesmente não fazemos essa conexão. Mas e se fizermos? Bem, nesse caso, podemos desde já começar a construir um futuro diferente. O recado dos cientistas é claro, e temos uma janela curta de tempo para isso. Mas que dá tempo, dá!

E é isso o que O Dia Seguinte quer mostrar. Por meio de experiências imersivas, com auxílio de painéis e pisos de led, telas touch, mapeamento 2D e 3D e muita informação, convidamos o visitante a sentir os efeitos do clima nas cidades e nas nossas vidas, e conhecer as soluções e oportunidades que temos pela frente em áreas como economia, moradia, energias renováveis, mobilidade, novos negócios e muito mais. Acreditamos que as sensações geram vontade de transformação.

 

Portanto, venha, sinta e transforme!

Acessibilidade: A exposição oferece conteúdo em libras e audioguia para deficientes visuais e auditivos.

Direito de Imagem: A exposição poderá ser filmada, gravada e fotografada, pelo promotor/produtor, para posterior publicação, transmissão, retransmissão, reprodução e/ou divulgação em televisão, cinema, rádio, internet, publicidade em geral e qualquer outro veículo de comunicação, produção de CD, DVD, Blu-ray e home vídeo. Ao participar do evento o visitante concorda e autoriza a utilização gratuita de sua imagem, seu nome e sua voz, nos termos ora mencionados, sem limite de vezes e tempo, sem que isso caracterize uso indevido da imagem ou qualquer outro direito da personalidade e sem que essa utilização acarrete qualquer ônus e/ou indenização.

Títulos-Módulos-01.jpg

introdução

Bem-vindos ao passado. E ao futuro. Olhar para frente pede não apenas uma volta ao tempo, mas também o entendimento do hoje. As mudanças do clima se relacionam às cidades e às nossas vidas. Com qual cidade você sonha no dia seguinte? Um piso de led mostra a dualidade entre o bom e o ruim nas cidades, convidando os visitantes a começarem a refletir sobre o tema, com foco principal no desperdício e consumo.

modcapa1_0000_1.png
 
modcapa1_0001_2.png
Títulos-Módulos-02.jpg

choque

As mudanças no clima vão atingir o mundo inteiro. As cidades, porém, não são democráticas. E isso significa que nem todo mundo sente os estragos do mesmo jeito. Quais? Nessa sala escura, alvéolos de LED nas paredes e no teto mostram eventos climáticos extremos reais pelo mundo, em uma verdadeira experiência imersiva. Sinta fumaça, vento, raios e perceba que ninguém precisa viver com essa intensidade climática por mais de 5 minutos.

 
Títulos-Módulos-03.jpg

sensibilização

Quem são as vítimas? Climáticos extremos como tempestades, furacões, inundações, entre tantos outros deixam um rastro de destruição por onde passam. Assim como pandemias como o coronavírus. Neste módulo, feito para sensibilizar, o público “conhece” pessoas reais que sofreram com a crise climática ao redor do planeta. Um painel gigante e telas verticais ajudarão a contar as histórias dessas pessoas – a (in)justiça climática - e de tantos impactos.

modcapa1_0002_3.png
 
modcapa1_0003_4.png
Títulos-Módulos-05.jpg

informação

Um dia houve a Pangeia. E também os dinossauros, o Egito Antigo, a Grécia e o Império Romano. A partir da Revolução Industrial, surgiram as megacidades, metrópoles complexas e suas redes de tecnologia. A luz amarela acendeu. Com animações em 2D e 3D projetadas em duas paredes, piso e em um globo terrestre, o visitante descobre a história da humanidade e dos ambientes desde a Pangeia até as cidades de hoje, passando pelos primeiros e pequenos aglomerados.

 
Títulos-Módulos-06.jpg

oportunidade

O último módulo da exposição traz uma mensagem de esperança. Como será a cidade do futuro que tanto desejamos? Torres de LED mostrarão espaços muito mais organizados,  limpos e habitáveis, com prédios de jardins verticais, telhados verdes, energias renováveis, transportes públicos eficientes, saneamento básico universal, alimentação saudável, microclima equilibrado e tecnologias. Como, aliás, algumas cidades do mundo já são. E bons exemplos existem para ser compartilhados.

modcapa1_0004_5.png
 
modcapa1_0005_6.png
Títulos-Módulos-04.jpg

interatividade

Para ajudar na compreensão, há um módulo de imersão em informações, com painéis touch repletos de infografias interativas e jogos divertidos para que os visitantes se aprofundem mais no tema e possam antever tanto as previsões mais pessimistas dos cientistas para o futuro como visualizar os benefícios de adotarmos caminhos mais sustentáveis, além de soluções possíveis rumo a uma economia de baixo carbono. Cidades atuais que já são bons exemplos também ganham espaço, para mostrar que a transformação é viável.

 

quem somos

A Na Boca do Lobo Produções Artísticas é a produtora responsável pela criação e produção da exposição. Mas o time que faz iso acontecer é imenso. Conheça abaixo e também na aba de edição 2019, onde estão todos que ajudaram a criar a experiência.

TIZA LOBO

Concepção e Direção Geral

FELIPE LOBO

Concepção e Direção Geral

UDI FLORIÃO

Expografia e Direção de Arte

ILANA BRAIA

Coordenação de Design

GUIGGA TOMAZ

Videomaker e VJ

FERNANDA BIASO

Design e Infografia

LUANA MEDEIROS

Design e Infografia

CLARA MELLO

Design

IMG_1459.jpg

Manu Leal

Design 

image0.jpeg

Ana Mérope

Arquitetura

MARCOS KUZKA

Trilha Sonora

ANDREIA FERNANDES

Assistente Administrativa

e Prestação de Contas

LYA BAPTISTA

Assistente Administrativa

e Prestação de Contas

créditos

Concepção e Realização
Na Boca do Lobo

Apoio Produção São Paulo

Lets Produções

Equipamentos e Projetores
Infoview

Cenotecnia e Projeto
Adding, Praça e Arte

Tradução
Colin Foulkes

Mídia Offline
Andressa Oliveira

Mídia Online
CAMPO

Assessoria de Imprensa

Lema

Apoio Especial

Museu Catavento - instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do estado de São Paulo, administrada pela Organização Social Catavento Cultural e Educacional.

Agradecimentos

Adão de Sousa, Alice Amorim, Andréia Coutinho, Angela Melman, Antonio de Pádua, Bel Kutner, Caio Figueiredo, Daniela Del Corona, Elizabete Nobre, Emerson Souza, Equipe BV, Equipe Brasilseg, Equipe Colgate, Equipe Transporte Ativo, Equipe iCS, Equipe Unic-RJ, Equipe ONU-Habitat, Equipe Catavento, Felipe Aguiar, Felipe Continentino, Francinalda Rocha, Gilberto Sader, Guilherme Figueira, Hamangai Pataxó, Joed Pereira, Joice Santos, José Arimateia, José Augusto Nepomuneco, José Lobo, José Raimundo Oliveira, Juliana Penna, Liliana Sousa, Luziane Carvalho, Lucas Mansor, Lucas Melman, Luciana Perez, Marcelo Lobo, Maria Angelica Vasques, Maria Cecilia Coimbra, Marina Lobo, Meirinha Santos, Melissa Guerra, Michel Rodrigues, Nilza Maria Santos, Olivia Torres, Oremé Ikpeng, Raquel Bauer, Rogério Marques, Sergio Cunha Mello, Tainá Soares, Thalita Moreira, Thiago de Los Reyes, Thayara Paschoal, Viviane Brandão, WWF-Brasil